A psicologia das cores

02 de Setembro de 2020

A psicologia das cores explica como as cores interferem no impacto do consumidor.

Pois bem, existe todo um processo psicológico por trás das escolhas de cores. Tanto em logotipos, nas paredes de um estabelecimento, do cardápio ou na criação de identidade visual de uma empresa.

Afinal, as cores tem o poder de estimular o consumidor na hora de uma compra.

Continue lendo e conheça mais sobre essa ciência.

O que é a psicologia das cores?

A princípio, é um estudo que analisa e explica os efeitos que as cores causam nas pessoas, como sentimentos, emoções e desejos.

Por isso a importância desse estudo, para desenvolvimentos de estratégias de marketing assertivo.

Primeiramente, a empresa precisa ser ciente sobre o seu segmento e seu produto. A partir daí, entender quais são as cores que causam os efeitos compatíveis com o objetivo da empresa.

Além disso, as cores também são um fator primordial para a criação de um visual qualificado.

Pesquisas mostram, 93% dos consumidores consideram o visual de uma propaganda, embalagem ou a cor da marca, fundamentais na decisão de uma compra.

O significado das cores

Portanto, as cores estimulam emoções nas pessoas.

Então, qual o impacto que você quer causar no seu consumidor? Alegria, paixão, apetite, espiritualidade, calmaria, ou confiança?

Conheça os significados das cores e veja se o seu negócio está seguindo corretamente a psicologia delas.

Vermelho:

Cor quente que desperta sentimentos intensos como paixão, fúria, desejo, excitação, poder. O vermelho é, também, uma cor estimulante do apetite. Por isso, é muito utilizada em restaurantes.

Azul:

Cor fria que passa sensação de harmonia, tranquilidade, calma e confiança.

Portanto, o azul é promove a limpeza, tecnologia e empresas com um segmentos mais sérios.

Amarelo:

A cor que transmite alegria, felicidade, otimismo, imaginação.

O amarelo tem o efeito de aquecimento. Por isso, é muito usado na promoção alimentícia.

Além disso, desperta o entusiasmo, como as empresas de público infantil.

Verde:

É a cor do meio ambiente, estimula a perseverança, a calma, cura e boa sorte.

Assim sendo, é fortemente usado para produtos ecológicos e áreas da saúde.

Laranja:

A mistura do amarelo e vermelho, traz o equilíbrio de felicidade e energia.

Simboliza o humor, entusiasmo, calor e também estimulante de apetite.

Muito usada nos segmentos alimentícios e de brinquedos. 

Roxo:

Espiritualidade, sabedoria, transformação e luxo. O roxo ou violeta, simboliza magia e o mistério. Por isso, é muito utilizada em marcas de design feminino.

Rosa:

Simboliza inocência, romantismo e feminilidade. Dessa forma, é encontrado o rosa em marcas de brinquedos infantis femininos, marcas de cosméticos e moda. 

Preto:

Elegância, poder, sofisticação e sedução. Mas, é preciso tomar cuidado, pois também transmite tristeza e medo.

Branco:

Enfim, a cor da paz, da pureza, da simplicidade e da limpeza.

Além disso, o branco é muito associado ao frio, a cor da neve. É, portanto, uma cor muito usada por médicos, em hospitais e produtos médicos.

De fato, é preciso que haja um estudo das cores antes do desenvolvimento de uma marca, campanhas publicitárias, redes sociais. 

Portanto, entender o contexto do que vai ser feito antes de aplicar no design, é primordial.

A psicologia das cores tem que ser levada a sério para não causar um impacto contrário no consumidor. Ao mesmo tempo, gerar sensações positivas de maneira correta, evitando causar sensações negativas.

Gostou? Então compartilhe com algum amigo!

Leia também

A sua privacidade é importante para nós!

Usamos cookies e outras tecnologias para melhorar a sua experiência de navegação. Ao utilizar essas funções, você aceita o uso desses recursos. Consulte nossa política de privacidade.